IGREJA E DENOMINAÇÃO PORQUE TANTA DIFERENÇA

sexta-feira, 27 de julho de 2012

A teologia das Maravilhas do Espirito Santo

ALUNO DO CRISTO, AMANTE DA VIDA, AMIGO DO HUMANO, ADMIRADOR DA CRIAÇÃO, AUXILIAR DA SOCIDADE. TEOLOGIA - A MARAVILHOSA OBRA DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS! O presente estudo é um resumo das páginas 530 a 543 da Teologia Sistemática - Atual e Exaustiva de Wayne Gruden, obra publicada pela Editora Vida Nova, sendo a que me baseei a edição de 1999. Trata-se de um importante tema da teologia cristã - A Obra do Espírito Santo. Aqueles que afirmam ter o Espírito Santo de Deus mas não conhecem sua obra precisam familiarizar-se com esta maravilhosa Pessoa da Santíssima Trindade. Convido você a espalhar por toda a internet, imprimir e distribuir este estudo em sua igreja. E se possível entregar àqueles que o interpretam como uma falange de espíritos puros que não precisam reencarnar mais ou a todos os filhos do diabo que por ventura tentem lhe ensinar um outro "espírito santo", grafado por letras minúsculas, a fim de que só retornem até você para reconhecerem suas terríveis heresias contra esta Pessoa infinitamente especial. Quem é o Espírito Santo? Resposta - É a terceira pessoa da Santíssima Trindade. É Deus (Atos 5:3, 4), é um ser pessoal por ter sentimentos (Efésios 4:30), vontade própria (Atos 13:2) e intelecto. - 1 Coríntios 2:11. É a pessoa da Trindade por meio de quem Deus de modo particular sua presença na era da nova aliança. De que maneiras específicas  o Espírito Santo traz a bênção de Deus? Resposta  - Das seguintes maneiras: Dá poder, purifica, revela, unifica e dá sinais mais fortes ou mais fracos da presença e da bênção de Deus. Exemplos: 1. Ele dá vida, sustentando a vida humana e animal (Salmo 104:30; Jó 34:14, 15), e quanto aos salvos, dá-nos vida nova na regeneração. (João 3:3-7; 2 Coríntios 3:6b) e no futuro completará a obra de dar vida por vivificar o nosso corpo mortal. – Romanos 8:11. 2. Ele dá poder para o serviço a Deus. – Números 27:18; Deuteronômio 34:9; Lucas 4:18, 19 [capacitou Jesus para pregar o evangelho]; Mateus 12:28; Atos 1:8; Romanos 8:26. 3. Distribui dons. – 1 Coríntios 12:7. 4. Ele purifica por convencer o incrédulo do pecado (João 16:8-11) e por fazer o crente a romper com a anterior vida de pecado e se santificar cada vez mais a Deus. (1 Coríntios 6:11, Tito 3:5). Depois, Ele nos faz crescer na vida cristã através do seu fruto. (Gálatas 5:22, 23). Ele nos transforma aos poucos de glória em glória (2 Coríntios 3:18) e nos santifica pelo seu poder (2 Tessalonicenses 2:13; 1 Pedro 1:1, 2) e, portanto, não mais andamos segundo a carne (Romanos 8:4) dando-nos a certeza de sermos filhos de Deus. – Romanos 8:15, 16. 5. Quanto a revelar, o Espírito Santo: 5.1. Revelou a palavra de Deus para os homens a assentarem por escrito (2 Pedro 1:21); 5.2. Encheu pessoas para se expressarem com palavras que também foram incluídas nas Escrituras (Lucas 1:41, 67, 2:25); 5.3. Com frequência fez-se conhecido através de fenômenos que indicaram sua atividade e a presença de Deus. - Números 11:25, 26; Juízes 14:6, 19; 15:14; 1 Samuel 10:6, 10; João 1:32; Atos 2:2-4; 10:44-46. 5.4. Manifesta a presença de Deus na vida do crente por: 5.4.1. Dar testemunho com o nosso espírito que somos filhos de Deus - Romanos 8:16.5.4.2. Dá-nos a garantia de nossa futura comunhão com ele no céu. – 2 Coríntios 1:22; 5:5.5.4.3. Revela seus desejos para nós de modo que possamos ser guiados por eles e segui-los. – Gálatas 5:16-23; Romanos 8:4-16.5.4.4. Concede dons. – 1 Coríntios 12:7-11.5.4.5. Opera sinais milagrosos e prodígios que atestam de maneira poderosa a presença de    Deus na pregação do evangelho. – Hebreus 2:4; 1 Coríntios 2:4; Romanos 15:19. 6. Ele guia e dirige o povo de Deus. – Ezequiel 11:1; 37:1; 43:5; Mateus 4:1; Lucas 4:1; Atos 8:29; Atos 10:19, 20; 11:12; Atos 13:2; Atos 8:39, 40; Apocalipse 17:3; 21:10; Romanos 8:4, 14; Gálatas 5:16, 18; Atos 15:28, 29; Atos 16:6, 7; 20:22, 23; 20:28; 1 Coríntios 14:29-33. 7. Ele proporciona uma esfera digna de Deus ao manifestar a sua presença, por: 7.1. Dar a convicção de pecado, de justiça e de juízo. – João 16:8-11; 7.2. Ele derrama o amor de Deus em nosso coração. – Romanos 5:5. 15:30; Colossenses 1:8; 7.3. Ele confere justiça, paz e alegria, em fim, o fruto dele. – Romanos 14:17; Atos 13:52; 1 Tessalonicenses 1:6; Gálatas 5:22, 23. 7.4. Ele transmite verdade (João 14:17; 15:26; 16:13; 1 João 5:7); sabedoria (Deuteronômio 34:9; Isaías 11:2), conforto (Atos 9:31), liberdade (2 Coríntios 3:17), justiça (Romanos 14:17), esperança (Romanos 15:13; Gálatas 5:5); consciência de filiação (Romanos 8:15, 16; Gálatas 4:5, 6), glória (2 Coríntios 3:8), unidade (Efésios 4:3) e poder (Atos 1:18; 1 Coríntios 2:4; 2 Timóteo 1:7; Atos 1:8). 8. O Espírito Santo transmite segurança não apenas de que somos filhos de Deus, mas também que Deus permanece em nós e nós em Deus. – Romanos 8:16; 1 João 3:24. 9. O Espírito Santo ensina e ilumina. 9.1. Jesus disse que ele ensinaria. – João 14:26. 9.2. Ensina até o que iremos dizer diante de tribunais, quando perseguidos. – Lucas 12:12; Mateus 10:20; Marcos 13:11. 9.3. Revela acontecimentos futuros para os filhos de Deus. – Lucas 2:26; Atos 11:28; Atos 21:11; 20:23. 21:4. 9.4. Revela o que acontecerá nos últimos dias. – 1 Timóteo 4:1. 9.5. Revela o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. – 1 Coríntios 2:10. 9.6. Sua obra iluminadora nos capacita a entender. – 1 Coríntios 2:12, 14, 15; Efésios 1:17-19. 10. O Espírito Santo unifica. 10.1. Depois do derramamento do Espírito Santo no Pentecostes, houve unidade na Igreja sem precedentes. – Atos 2:44-47. 10.2. O Espírito Santo dá-nos comunhão unificadora, no vínculo da paz. – 2 Coríntios 13:13; Filipenses 2:1, 2; Efésios 2:18, 22; 4:3. 10.3. Ele distribui dons na igreja visando um fim proveitoso. – 1 Coríntios 12:7, 11, 13, 21. 10.4. Ele produz amor em nosso coração e seu amor une as pessoas. – Romanos 5:5; Gálatas 5:22; Colossenses 1:8; 3:14. 11. O Espírito Santo dá sinais mais fortes ou mais fracos da presença e bênção de Deus, segundo nossa resposta a Ele. 11.1. O Espírito Santo veio sobre Sansão várias vezes (Juízes 13:25; 14:6, 19; 15:14), mas abandonou-o quando ele persistiu no pecado. – Juízes 16:20. 11.2. Ele se retirou de Saul quando este persistiu no pecado. – 1 Samuel 16:14. 11.3. Ele pode ser resistido e isto resulta em tristeza e afastamento dele para com seus oponentes. – Isaías 63:10; 7:51; Efésios 4:30; 1 Tessalonicenses 5:19. 11.4. Ele se afasta quando nos prostituímos. – 1 Coríntios 6:19, 20. 11.5. Desobediência empedernida a Ele traz severo julgamento. – Atos 5:1-9. 11.6. Merece severa punição o homem que ultraja o Espírito da graça. – Hebreus 10:27, 29. 11.7. Não há perdão para um tipo de ofensa: O pecado contra o Espírito Santo. – Mateus 12:31, 32; Marcos 3:29; Lucas 12:10. 11.8. O Espírito Santo habita nos verdadeiros crentes. – 1 Coríntios 3:16; 6:19, 20. 11.9. Podemos conhecer comunhão íntima e parceria com Ele em nossa vida. – 2 Coríntios 3:14; Filipenses 2:1. 11.10. Ele nos confia dons (1 Coríntios 12:11), verdade (2 Timóteo 1:14) e ministérios (Atos 20:28). 11.11. O Espírito de Deus flui do nosso mais profundo interior como rios de água da vida. – João 7:38, 39. 11.12. Ele permanece sobre aqueles que sofrem por causa de Cristo. – 1 Pedro 4:14. 11.13. Ele permite que além de nos dar seu fruto (Gálatas 5:22, 23) possamos estar no Espírito, ou seja, num ambiente da presença manifesta de Deus. – Apocalipse 1:10; 4:2. 11.14. Ele nos dá coragem e com isso a Igreja cresce. – Atos 9:31. 11.15. Podemos nos exultar no Espírito. – Lucas 10:21. 11.16. Podemos resolver ou decidir algo no Espírito. – Atos 19:21. 11.17. Podemos ter a própria consciência testemunhando no Espírito. – Romanos 9:1. 11.18. Pode-se ter acesso a Deus no Espírito. – Efésios 2:18. 11.19. Pode-se orar no Espírito Santo. – Efésios 6:18; Judas 20. 11.20. É possível ser cheio do Espírito Santo. – Efésios 5:18; Lucas 1:15, 41, 67; Atos 2:4; 4:8; 6:3, 5; 7:55; 9:17; 11:24; 13:9. 11.21. É possível andar na direção do Espírito Santo. – Romanos 8:12-16; Gálatas 16-26. 11.22. É possível concentrar nossa mente nas coisas do Espírito. – Romanos 8:4-6. 11.23. É dEle que deve depender toda obra mais expressiva de nossa parte. – Zacarias 4:6. 11.24. Jamais devemos descontinuar nosso relacionamento com o Espírito Santo por nos aperfeiçoar na carne. – Gálatas 3:2-5. Conclusão Com um estudo tão maravilhoso como este, por que deveríamos acreditar num outro "espírito santo", ou então dar ouvidos aos seus agentes, que tratam como "coisa" quem é sublimemente Pessoa? Agradeço a Deus pela vida do irmão Wayne Gruden, sem dúvida, um homem de Deus, dedicado a preparar, com seus estudos e sua teologia sistemática todos aqueles que não se contentam com o leite das Escrituras, mas que desejam amadurecer e crescer na fé. (Hebreus 5:11-6:4) E evidentemente, agradeço ao nosso Deus - Pai, Filho e Espírito Santo - pelo conhecimento revelado em sua Palavra, e pela compreensão no Espírito de Deus, sobre a verdadeira identidade do nosso QUERIDO ESPÍRITO SANTO DE DEUS, com sua obra incomparável. - Wayne Gruden, fernando Galli Pr. Edivaldo Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário